(43) 3325-5005

Data Selecionada: 27/11/2019

O Lucro Presumido é o regime tributário mais apropriado para a sua empresa?


Em postagens anteriores tratamos sobre a importância da escolha do regime de tributação no planejamento tributário e iniciamos uma série de textos que esclarece cada um desses regimes, pontuando suas vantagens e desvantagens.

Chegou a vez do Lucro Presumido:

O Lucro Presumido é uma opção para empresas que possuam receita bruta de até R$78 milhões.

Trata-se de um regime de tributação no qual a base de cálculo é obtida por meio da aplicação de percentual definido em lei e que muda de acordo com a atividade da empresa.

Indústrias, comércios, prestações de serviços gerais, prestação de serviços hospitalares, serviços financeiros, dentre outros, possuem uma presunção de lucro própria previamente definida para cada atividade.

O fato de o lucro ser definido por presunção apresenta uma vantagem em relação ao Lucro Real: será excelente para as empresas que possuem lucro superior à presunção estabelecida em lei. Também em comparação ao Lucro Real, o regime de presunção demanda menos obrigações contábeis a serem cumpridas pelas empresas.

Mas não se acomode. A empresa deve estar sempre acompanhando suas margens de lucro, identificando se o regime tributário adotado no lucro presumido continua sendo vantajoso. Se o lucro cair, é recomendável que se refaçam os cálculos para saber se não é o caso de migrar para o Lucro Real.

E nunca é demais ressaltar: o lucro presumido atinge os tributos federais, não possuindo vinculação direta na apuração de outros tributos cobrados por Estados e Municípios, como o ICMS e o ISS.

Tenha cuidado com o cálculo de impostos da sua empresa e tenha sempre a opinião de profissionais qualificados para estudar e definir qual é o melhor regime tributário para sua empresa logo no começo do ano. Não tenha medo de investir em profissionais capacitados para agir em prol das finanças. Este investimento pode lhe trazer muita economia em médio e longo prazo.

Compartilhe:

01