Publicações > Artigos

Empresas buscam na justiça liminares que garantam fornecimento de insumos

Segunda-feira, 28 de Maio de 2018
Indústrias paradas porque a lenha não chega. Distribuidoras de gás que não conseguem fornecer o produto às escolas do Município, entre muitas outras empresas, dos mais diferentes setores, que sofrem com o desabastecimento de insumos básicos para o seu funcionamento.

Desde que a greve dos caminhoneiros começou, há oito dias, empresas de todo país têm buscado na justiça liminares garantindo o fornecimento de produtos e, principalmente combustíveis. Este, um dos setores mais beneficiados por dezenas e dezenas de decisões do judiciário pelo país afora.

Em Londrina, para muitos segmentos, a situação chegou ao limite, com empresas e indústrias optando por não abrir as portas ou suspender a produção por falta de materiais básicos e de combustível para caldeiras, por exemplo. Distribuidoras de gás e outros derivados de petróleo também vêm sofrendo com os bloqueios e a indefinição sobre os rumos da greve.

Diante desse cenário, os advogados do Escritório LC Diniz trabalham em uma série de ações a serem protocoladas na justiça, já nas próximas horas, para garantir aos seus clientes direitos básicos garantidos por lei.

Por Marcos Garrido